top of page

Meu principal interesse é no processo pelo qual cada um constrói sua visão particular das coisas a partir de suas vivências e experiências anteriores. Meu trabalho busca propor uma expansão dessas estruturas mentais individuais frente ao universo de diferentes percepções que nos rodeiam; a compreensão de que uma perspectiva pessoal não é certa ou errada a priori. Essa percepção pode levar a uma atitude mental permeável, como no universo da curiosidade infantil, onde o trânsito de ideias e conceitos é natural.

As fotografias passam por um pós processamento em software (Photoshop), no qual múltiplas imagens são trabalhadas e fundidas de maneira a criar universos de fantasia; há uma preferência pela ausência de cor, com a intenção de reforçar a irrealidade das imagens. A pesquisa formal refere-se a relação entre fotografia, desenho e pintura, resultando em imagens que transitam entre as linguagens.

A fotografia permite o uso do referente humano de maneira mais direta através da metáfora da figura humana - geralmente em movimento ou em atitude contemplativa - como nossas interações com o mundo físico. Na pintura, essas figuras são aplicadas através de transferência ou colagem, em preto e branco, contrastando com as cores, colagens de materiais diversos e formas geométricas que criam ambientes fantásticos, simbolizando as estruturas dos mundos interiores individuais.  Os momentos pessoais entram no uso de referentes conhecidos e de questões relevantes no momento, principalmente a polarização e a intolerância. 

bottom of page